Resenha para crianças

não existe dor gostosa

Para você, qual é a pior dor? De cabeça, ouvido, garganta? Não existe dor gostosa, nem dor que seja melhor… E com esse monte de doenças que estão por aí, fica difícil eleger a pior delas, a mais assustadora. Mas com uma divertida combinação de palavras e sintomas, as doenças ficam muito melhores… de ler, pelo menos!

O livro tem vários poemas sobre doenças comuns do dia a dia, como tosse, frieira, vermes e lombrigas, além de alguns adivinhas. Tudo tratado com muito bom humor por Ricardo Azevedo, como sempre!

Mais sobre a leitura do livro Não existe dor gostosa

O livro de hoje é de um autor muito bacana, o Ricardo Azevedo. O livro “Não existe dor gostosa” trata com o maior bom humor o tema doenças e adjacências. Cada doença é um poema e o final é cheio de adivinhas divertidas! O livro tem ilustrações de Mariana Massarani.

Veja como foi a leitura!

E aproveite a nossa curadoria de livros aqui no blog, temos várias tags de busca, como #lompoesia! Explore!

Clique na imagem abaixo e compre o livro:

Venha conosco!

Você gosta de histórias, certo? Venha escutar as mais de 40 histórias para ler o mundo que temos na plataforma gratuitamente!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!