Resenha para crianças do livro Felizes quase sempre

felizes quase sempre

 Sabe aquelas histórias que terminam com “viveram felizes para sempre”? Você já parou para pensar o que acontece com esses heróis, princesas e mocinhos depois disso? A vida feliz para sempre parece boa, mas, depois de muitos dias perfeitos, pode ser entediante!  E é aí que os personagens se movimentam para tentar encontrar uma solução… E encontram! Pois viver sem nenhum probleminha sequer deve ser muito chato, não é?

Mais sobre a leitura

O que será que acontece com os personagens dos contos de fadas depois que eles vivem felizes para sempre? “Felizes quase sempre”, de Antonio Prata, ilustrado por Laerte, da #editora34 deixou as crianças super curiosas com os desdobramentos malucos para resolver o problema da mesmice na vida-mansa-pos-fim-de-história dos personagens! Leitura deliciosa com ilustrações divertidíssimas!

Quer mais livros sobre contos de fadas? Venha conhecer a nossa tag #lomcontosdefadas!!

Compre o livro clicando na imagem abaixo:

Venha conosco!

Você gosta de histórias, certo? Venha escutar as mais de 40 histórias para ler o mundo que temos na plataforma gratuitamente!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!