“Ora, pílulas!”, de Tatiana Belinky com ilustrações de Veridiana Scaparelli (Editora 34), é daqueles livros que trazem um enxurrada de perguntas e reflexões ao longo da leitura. 

Isso acontece por conta da complexidade e da riqueza do texto, tanto o escrito quanto as ilustrações. 

Sei que muita gente foge da leitura de poesia exatamente por isso, como se fosse preciso trazer uma interpretação, como se a compreensão do texto tivesse que ser fechada. E o que a poesia traz é exatamente o contrário, ler poesia significa abertura. Abertura do pensamento, abertura para as trocas e ampliação de ideias. Abertura para os silêncios também. 

Assim foi a leitura deste livro lindo, confiram no vídeo inteiro, os detalhes da leitura, as conversas. Nossa ideia é que o vídeo seja inspiração para que a poesia entre e cresça nas leituras compartilhadas!

Publicado por:blogleromundo

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

Deixe uma resposta