Você já parou para pensar que a pandemia ajuda a gente a resgatar algo muito importante historicamente: a convivência familiar?

A Pandemia

Fomos forçados a ficar em casa e muitas crianças que passavam o dia longe da família passaram a usufruir dessa convivência, tão importante emocionalmente!

Refletindo sobre essa importância, podemos, a partir de agora, continuar cultivando os momentos de interação familiar! As empresas estão, cada vez mais, aderindo ao home-office, o que traz mais ainda essa chance para as famílias.

Conciliar o trabalho com a convivência familiar mesmo dentro de casa agora é o novo desafio, que pode, sim, trazer grandes benefícios quando bem organizado.

convivência familiar

Como fazer?

Criar uma rotina, organizar os estudos da crianças (temos um post sobre isso), colocar as crianças para cooperar com a organização da casa, são exemplos do que pode ser feito.

Além do benefício emocional proporcionado pela convivência familiar familiar que essa nova fase nos trouxe, também existe um super benefício educacional, no qual os pais e responsáveis possuem o papel ativo de ensinar.

Que tal aproveitar o tempo de convivência familiar para ajudar no desenvolvimento cognitivo das crianças? Existem muitas atividades que podem ser feitas dentro da rotina, são divertidas e proporcionam inúmeras aprendizagens! Um exemplo é a culinária: as crianças adoram, aprendem sobre a transformação dos alimentos, a matemática e a leitura do texto da receita.

A plataforma Ler o Mundo, por exemplo, possui um curso para mães e pais sobre alfabetização, com muitas ideias de atividades.

Muitas famílias, a partir de agora, podem aproveitar a chance de estar juntas e colaborar com a aprendizagem dos pequenos!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!