4 dicas para transformar seu filho em um leitor voraz!

Será que é possível aproveitar as férias para colocar a criançada para ler? Férias podem transformar seu filho em um leitor voraz?

Claro que sim!

Inclusive as crianças menores, que ainda não estão alfabetizadas, podem desenvolver comportamentos de leitor, que são fundamentais.

E que comportamentos são esses?

Daremos 4 dicas que irão desenvolver o comportamento leitor do seu filho!

leitor voraz

1. Seja o exemplo

As crianças imitam os adultos, leia na frente do seu pequeno, comente com outros adultos na frente dele sobre a leitura, mostre a leitura como algo positivo! Comece escolhendo as suas leituras!

2. Crie a hora da leitura para toda a família

Pode ser de dia, antes de dormir, vocês podem ler juntos o mesmo livro (leitura compartilhada) ou cada um lê um livro diferente, o importante é ter um momento do dia para isso.

3- Escolha os livros certos para o seu filho e com o seu filho

Compre ou empreste livros com temas que você sabe que a criança vai gostar. Coloque a criança para escolher, na medida do possível, alguns livros. Mostre blogs com indicações literárias para crianças, como o @ler_o_mundo , pesquisem! Existem muitos livros infantis legais!

4. Traga diferentes tipos de texto para o dia a dia da família e explore a leitura de todos eles.

A plataforma Ler o Mundo mostra exatamente como fazer isso sem estresse e com muita brincadeira!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!