Falamos anteriormente sobre o ensino remoto. Agora, temos acompanhado o início da reabertura das escolas em algumas localidades, mas ela é gradual. Portanto, o modelo de ensino adotado neste início de reabertura precisa ser híbrido. Você sabe o significado do ensino híbrido?

Características e significado do ensino híbrido

O ensino híbrido é composto por atividades presenciais e remotas. Na atual situação, a quantidade de tempo presencial e remoto vai  variar de acordo com as diretrizes estaduais e/ou municipais, levando em conta o status da Pandemia em cada local.

Para organizar a rotatividade de alunos e cumprir as porcentagens presenciais permitidas, as escolas têm usado diferentes estratégias. É extremamente desafiador organizar a escola para isso. É preciso uma mudança de olhar em relação ao uso dos espaços e à prática pedagógica. 

Dois aspectos são cruciais nesse novo modelo:

1- organização 

2- criatividade 

Organização tem a ver com:
  • a logística da escola para acomodar os alunos com segurança nos espaços (cumprindo verdadeiramente os protocolos);
  • a maneira de fazer o planejamento levando em consideração o rodízio de alunos;
  • a articulação entre o presencial e o on-line de maneira que um complemente/se alimente do outro;
  • um olhar para a escola como um todo, um senso de comunidade para com a ocupação dos espaços e, acima de tudo,  um pacto coletivo de respeito entre todos que irão dividir espaços.
Criatividade tem a ver com:
  • a maneira de olhar para a ocupação dos espaços, transformando antigos paradigmas em novas ideias, por exemplo, fazendo aulas em espaços externos (jardins) da escola nunca antes usados para isso;
  • Criar/usar estratégias didáticas que articulem presencial e on-line e que tenham como pano de fundo pedagogias/metodologias ativas. 
  • Ou seja, precisamos tentar fugir do excesso de aulas expositivas (pedagogia tradicional) que apenas “depositam” conteúdo e deixam os alunos passivamente “absorvendo” informações. A importância de engajar os alunos no processo de aprendizagem toma proporções ainda maiores nesse contexto.
  • Para isso, o ideal é usar os momentos presenciais para a troca, a interação segura, o fazer.

Nada substitui a aprendizagem presencial, mas, no momento, temos que lidar com o possível. 

Isso envolve tomar decisões difíceis, como mandar as crianças para a escola com o presencial optativo. 

E você, vive este dilema? Como está lidando com isso?

Você sabia que a família pode participar do ensino híbrido e/ou remoto? A plataforma Ler o Mundo possui um curso que é uma experiência familiar que ajuda na aprendizagem, venha conhecer! Cadastre-se agora e faça as 4 primeiras aulas do Experiência Ler o Mundo gratuitamente!

Descubra a experiência que ensina o seu filho a ler!

Por que 
fazer parte?

EDUCAR NÃO PRECISA SER CHATO!
Estudar pode ser chato. Ler também. Ensinar as crianças é um desafio! E a participação dos pais na educação tem sido cada vez mais importante… Necessária!

Foi para isso que surgiu a Experiência LER O MUNDO:

Para unir pais e filhos em momentos de aprendizado, mas sem esforço! E sim, com muita alegria, facilidade e interatividade, com aulas curtas que guiam no caminho do aprendizado.

APRENDER COM O MUNDO REAL É MAIS LEGAL
Usando técnicas de pedagogia, a Experiência LER O MUNDO leva você e seu filho em uma jornada de leitura de tudo que já está ao redor da criança: a cidade, o supermercado, as receitas da cozinha e muito mais!

APENAS ALGUNS MINUTOS POR DIA
Um convite para sair da telinha do computador e aprender brincando e olhando para o mundo, com aulas rápidas e prazerosas!
Assim fica muito mais gostoso aprender!

“Leitura vai muito além do texto escrito quando estamos ensinando uma criança. Com o caminho certo, os pais participam de uma educação interativa e agradável com seus filhos, que aprendem até mais rápido que o normal”. (Bruna Cardoso, professora Ler o Mundo).

E aí: vamos ler o mundo?

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

Um comentário sobre ldquo;Ensino híbrido: qual é o significado?

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!