Abertura das escolas de Educação Infantil na Pandemia

As escolas de educação infantil tendem a abrir gradualmente, seguindo as orientações do estado e/ou da prefeitura. Neste primeiro momento, em grande parte dos estados que autorizou a abertura, a presença das crianças é opcional. Pesquise sobre isso. Pode ser que exista uma porcentagem de presença física obrigatória.

educação infantil

As escolas provavelmente continuarão oferecendo o ensino remoto também, ou seja, o modelo de ensino será híbrido, mesclando o presencial e o online. Essa mescla ainda irá acontecer por um tempo, tudo depende de como forem os desdobramentos da Pandemia. 

A volta será gradual, o que é positivo. Assim, as escolas e as famílias conseguem se adaptar aos novos protocolos de higiene e convivência. Cheque se a escola tem condição de oferecer os protocolos, caso não tenha, é preciso cobrar.

A adaptação não se refere apenas aos protocolos, ela também se refere:

  • ao bem-estar emocional de todos, alunos e professores, nesse novo contexto.
  • a uma estrutura pedagógica que suporte o novo modelo de ensino, ou seja, uma formação de professores adequada.

A parceria entre escola e família

Segundo Bruna Cardoso, pedagoga e cofundadora da Plataforma Ler o Mundo, “Esta é uma situação difícil para todos: famílias, gestores e professores. Com o acolhimento dos sentimentos, consciência da situação e respeito, as chances de as coisas darem certo são muito maiores.”

Além disso, algo que se tornou evidente após tanto tempo de Pandemia é a participação das famílias, junto com a escola, na educação das crianças.

A escola é extremamente importante na vida de uma criança, lá ela irá se socializar, aprender e se desenvolver. Isso não significa que a família também não tenha o seu papel: juntas, família e escola, em parceria, são essenciais para um processo de aprendizagem saudável que engloba perceber o outro, dividir, colaborar, interagir, perceber diferentes opiniões, colocar-se no lugar do outro. 

Na fase de alfabetização, por exemplo, a família pode participar muito fazendo algo diferente do que faz a escola, no dia a dia, trazendo a função da leitura e da escrita para a vida, como propõe o curso Experiência Ler o Mundo. Venha conhecer!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!