Esta é uma série de livros sobre emoções que faz o maior sucesso aqui em casa! Os livros podem ser porta de entrada para boas conversas, ainda mais livros legais, que trazem questões, abrem reflexões.

Conheci a coleção pelo livro Nojo, peguei na biblioteca para o Matteo, meu filho que tem muito nojo de algumas comidas, veja a postagem:

Eu não sabia que o nojo era considerado uma emoção e saber sobre isso tem nos ajudado muito a lidar com a questão. Matteo tem uma alergia alimentar, então, provavelmente o nojo excessivo que ele sente é uma proteção. Já conversamos bastante sobre isso, sobre a raiva, a alegria, o medo e como o nosso corpo reage às emoções. Em seguida falamos sobre os sentimentos que surgem a partir das emoções, por exemplo.

Os livros sobre emoções e a educação emocional

A educação emocional é fundamental, mobiliza a leitura de si mesmo e do mundo.

No caso desta coleção, os livros tem uma linguagem de quadrinhos, com ironia, um texto muito inteligente, recomendo para crianças maiores (a partir de 7 anos).

Na tag do Instagram #lomsentimentosemeoções temos outras sugestões de livros que podem mobilizar este tipo de conversa.

Créditos dos livros mostrados no vídeo:
Série Humores – SM Literatura


Livros (clique na imagem para comprar)

Venha conosco!

Você gosta de histórias, certo? Venha escutar as mais de 40 histórias para ler o mundo que temos na plataforma gratuitamente!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!