5 dicas para mães e pais

Sabemos que a adaptação escolar na Educação Infantil é um grande desafio na vida das crianças que estão indo pela primeira vez à escola – e  também dos adultos – afinal, a escola é o primeiro grupo social que a criança irá integrar depois da família. 

Esse é, possivelmente, o primeiro período mais longo fora das asas das mães e dos pais, o que pode gerar uma mistura de sentimentos, muitas vezes ambíguos: ansiedade, liberdade, alívio, insegurança, alegria e saudade se misturam dentro dos adultos, das crianças, das relações e isso é perfeitamente normal quando temos consciência de que se trata de um momento importante, necessário e que faz parte do crescimento.

Além disso, o processo traz grandes expectativas por parte dos adultos, que devem ser compreendidas e acolhidas para que o processo transcorra da melhor maneira possível.

Da melhor maneira possível pois cada processo de adaptação é singular, cada criança tem seu tempo e esse é o primeiro ponto importante dessa reflexão.

adaptação escolar

Aqui vão 5 dicas para quem vai passar pelo processo pela primeira vez:

1- Entenda o que significa o processo de adaptação escolar para o seu filho

A criança, desde o seu nascimento, passa por vários processos de adaptação: a saída do ventre materno, a aprendizagem da amamentação e introdução alimentar, por exemplo. Todos muito importantes e dentro do núcleo familiar. A ida à escola, geralmente, é a primeira adaptação da criança fora do núcleo familiar. Ela terá que criar vínculo e confiar em pessoas diferentes, em um espaço totalmente novo. 

Reconhecer a adaptação como um bom desafio é o primeiro passo.

2-    Participe do processo de adaptação escolar da maneira que você pode

Grande parte das escolas conta com a participação de algum adulto de referência para as crianças nos primeiros dias ou até semanas. Existem escolas que permitem a entrada dos adultos na sala ou em algum ambiente próximo da sala de aula. 

Com a Pandemia ficou mais difícil para as escolas conseguirem organizar isso, cada escola fará o que é possível dentro das suas possibilidades, ou seja, considerando da sua capacidade de espaço e a quantidade de crianças que irá acolher.

Sabemos que as mães e pais que trabalham, muitas vezes, não conseguem estar disponíveis para a adaptação escolar, o que é totalmente compreensível. Para resolver a questão tem gente que negocia um horário de entrada diferente no trabalho ou até tira férias nesse período, tem gente que chama algum parente ou a babá. 

3-    Confie nas orientações da escola

As crianças ficam seguras quando nós estamos seguros e passamos isso para elas naturalmente. Confie nas orientações da escola e converse de maneira assertiva e honesta em caso de dúvida. Escola e família precisam formar uma parceria positiva, respeitosa e com trocas produtivas. 

4-    Dê tempo ao tempo

Como dissemos no início do texto, existem crianças que vão se adaptar logo no primeiro dia (dando tchau e deixando a mãe arrasada kkkk), existem crianças que vão precisar de um tempo maior, uma atenção maior dos professores e da escola (deixando a mãe enlouquecida kkkkk), enfim, para isso não existe uma regra. Existe acolhimento, escuta, incentivo e compreensão. 

5- No final, tudo dá certo!

Você sabe qual é a abordagem da escola do seu filho? Se ficou na dúvida leia este artigo!

Descubra a experiência que ensina o seu filho a ler!

Por que 
fazer parte?

EDUCAR NÃO PRECISA SER CHATO!
Estudar pode ser chato. Ler também. Ensinar as crianças é um desafio! E a participação dos pais na educação tem sido cada vez mais importante… Necessária!

Foi para isso que surgiu a Experiência LER O MUNDO:

Para unir pais e filhos em momentos de aprendizado, mas sem esforço! E sim, com muita alegria, facilidade e interatividade, com aulas curtas que guiam no caminho do aprendizado.

APRENDER COM O MUNDO REAL É MAIS LEGAL
Usando técnicas de pedagogia, a Experiência LER O MUNDO leva você e seu filho em uma jornada de leitura de tudo que já está ao redor da criança: a cidade, o supermercado, as receitas da cozinha e muito mais!

APENAS ALGUNS MINUTOS POR DIA
Um convite para sair da telinha do computador e aprender brincando e olhando para o mundo, com aulas rápidas e prazerosas!
Assim fica muito mais gostoso aprender!

“Leitura vai muito além do texto escrito quando estamos ensinando uma criança. Com o caminho certo, os pais participam de uma educação interativa e agradável com seus filhos, que aprendem até mais rápido que o normal”. (Bruna Cardoso, professora Ler o Mundo).

E aí: vamos ler o mundo?

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!