Quais são as relações que podemos estabelecer entre literatura e alfabetização?

Sempre que a gente faz esse tipo de reflexão acabam vindo questões relacionadas a concepções de educação, quebra de paradigmas e isso é bacana para todo mundo!

Inclusive, uma das nossas grandes preocupações nos últimos tempo tem sido trazer os temas de educação em uma linguagem acessível para todo mundo. Não no sentido de simplificar assuntos complexos, mas dar acesso a todos à reflexão. 

Quanto mais gente pensar junto, mais a gente consegue evoluir rumo à nova educação!

No Insta ( @ler_o_mundo )Fizemos uma live com a nossa querida amiga Malu do perfil Mergulho Literário e colocaremos aqui alguns trechos que gostaríamos de ressaltar:

Trecho 1: O que é alfabetização?

No nosso ponto de vista, o que é alfabetização? Este é o ponto de partida, que sustenta toda a nossa fala.

Trecho 2: Livro-alfabeto serve para alfabetizar?

Trecho 3: Letra bastão e leitura autônoma

Para saber mais sobre alfabetização

Se você quer estudar mais sobre alfabetização em uma perspectiva construtivista temos algumas sugestões:

1- Emilia Ferreiro: livro Passado e o presente dos verbos ler e escrever

2- O que é leitura? Uma reflexão sobre formação de leitores

3- Nossa concepção teórica de alfabetização

Na plataforma Ler o Mundo temos trilhas de aprendizagem gratuitas e cursos para professores, venha conhecer!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!