Como ajudar na lição de casa?

Com a volta às aulas presenciais (ou parcialmente presenciais), as lições de casa estão de volta também, o que é um alívio, se a gente for pensar que as crianças passaram mais de um ano com as lições de casa e de classe meio misturadas, se é que elas aconteciam para alguns.

A volta da rotina escolar presencial traz um novo ritmo para o dia a dia. Na verdade é o ritmo normal, que tinha sido esquecido. Retomar as atividades e organizar a vida novamente é, sim, um desafio para as crianças e adultos.

Agora, na saída de casa, estão incluídos os protocolos de segurança, que incluem o uso e a troca de máscara, limpeza constante das mãos e distanciamento social. Isso demanda atenção e responsabilidade por parte de todos, o que significa mais uma carga mental.

lição de casa como ajudar

Levando em consideração tudo isso, é normal que exista um tempo até que a nova rotina entre nos eixos. As crianças estarão mais cansadas para fazer a lição de casa por conta de toda a situação, mas é nosso papel ajudar nessa readaptação.

Especificamente para o momento de lição de casa, temos 4 dicas que ajudam muito!

1- Proporcione um ambiente adequado


O lugar onde a lição vai ser feita é muito importante. Ele precisa estar organizado com os materiais, bem iluminado e sem barulhos que distraiam a criança.

2- Preste atenção ao uso dos dispositivos digitais


O ensino remoto trouxe as lições para dentro das plataformas escolares, o que teve seu lado positivo: as crianças (que tiveram essa chance) aprenderam sobre os usos da tecnologia como ferramenta de estudo. No entanto, o dispositivo digital (computador/tablet) pode trazer muita tentação para a distração: notificações dos amigos chamando, notificações dos jogos e do YouTube podem tirar o foco da criança com facilidade. Isso precisa ser observado. Existem várias possibilidades de solução, como tirar as notificações ou desligar o dispositivo no caso da lição ser no papel.

3- Ajude na organização do tempo/horário


Crie a hora da lição. Isso faz com que a criança entenda como pode organizar seu tempo dentro da rotina familiar, considerando todas as atividades que faz e o lazer/tempo livre.
Confeccionar um quadro semanal com os horários funciona muito bem. Se a lição de casa for muito grande, combinem pausas (pequenos intervalos), para espairecer, contando sempre com a volta para terminar a tarefa.

4- Converse abertamente sobre os sentimentos, bons e ruins, que surgem durante a lição de casa


As crianças costumam reclamar, dizer que a lição é chata, que estão cansadas e pedem ajuda para coisas que sabemos que conseguem fazer sozinhas.
Acolher os sentimentos é importante, mas podemos ajudar a transformar a dificuldade/reclamação em desafio/conquista: “é cansativo mesmo, mas eu sei que você consegue”, “pare um pouco, tome uma água, descanse alguns minutos e volte, você vai ver como vai fluir melhor”.
Dê feedbacks positivos: “nossa que lição enorme, ótima essa resposta, gostei do que você escreveu, sua letra está linda, viu como você conseguiu!” e feedbacks construtivos “acho que dá para caprichar mais na letra da próxima vez, fique mais atento ao que está escrito na pergunta, releia a pergunta e veja se não está faltando alguma coisa!”.

5- Se persistirem os sintomas o médico, ops, a escola, precisa ser consultada!


Se o momento da lição de casa continuar muito ruim, converse com a escola. Diferenciar a organização com a lição de casa de uma possível dificuldade de aprendizagem é essencial.

Para continuar refletindo sobre este tema recomendamos o post: Avaliação na escola

Descubra a experiência que ensina o seu filho a ler!

Por que 
fazer parte?

EDUCAR NÃO PRECISA SER CHATO!
Estudar pode ser chato. Ler também. Ensinar as crianças é um desafio! E a participação dos pais na educação tem sido cada vez mais importante… Necessária!

Foi para isso que surgiu a Experiência LER O MUNDO:

Para unir pais e filhos em momentos de aprendizado, mas sem esforço! E sim, com muita alegria, facilidade e interatividade, com aulas curtas que guiam no caminho do aprendizado.

APRENDER COM O MUNDO REAL É MAIS LEGAL
Usando técnicas de pedagogia, a Experiência LER O MUNDO leva você e seu filho em uma jornada de leitura de tudo que já está ao redor da criança: a cidade, o supermercado, as receitas da cozinha e muito mais!

APENAS ALGUNS MINUTOS POR DIA
Um convite para sair da telinha do computador e aprender brincando e olhando para o mundo, com aulas rápidas e prazerosas!
Assim fica muito mais gostoso aprender!

“Leitura vai muito além do texto escrito quando estamos ensinando uma criança. Com o caminho certo, os pais participam de uma educação interativa e agradável com seus filhos, que aprendem até mais rápido que o normal”. (Bruna Cardoso, professora Ler o Mundo).

E aí: vamos ler o mundo?

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!