acreditar papai noel

Seu filho ou filha acredita em Papai Noel? Aqui em casa, a temida pergunta chegou há 3 anos, em grande estilo, quase como uma intimação! Vieram os  meus três filhos juntos, com a força do coletivo, e bem diretamente: “você precisa dizer a verdade pra gente!” A mais velha com certeza liderou o movimento!

Eu fiz exatamente o que a minha mãe fez comigo (eu lembro do dia da conversa, do lugar, foi muito marcante): contei a história de São Nicolau e falei que o Papai Noel é um símbolo de generosidade e amor.

Eles ficaram bem tranquilos com a conversa e a gente continuou com o ritual dos presentes, mas sem as cartinhas, infelizmente.  Falamos muito sobre o que é generosidade e sobre como podemos exercê-la.

Fiquei com o coração apertado, pois a fantasia em torno da existência do papai noel é maravilhosa de se viver, mas existe um momento para que ela se transforme. é um momento de crescimento, de amadurecimento.

Eu não conseguiria deixar de dizer a verdade com uma pergunta tão direta das crianças. mas confesso que não foi fácil. por isso, temos aqui no ler o mundo uma adaptação da história de são Nicolau, que pode ajudar quem estiver passando por este momento (ou vai passar).  

E você, como lidou ou pensa em lidar com esse momento de descoberta?

Conta pra gente nos comentários!

E manda esse post para as amiga que estão passando ou vão passar por isso!

Falando em Natal, você conhece o Calendário do Advento? Ele é uma maneira super bacana de preparar as crianças para este momento tão esperado no ano!

Publicado por:Bruna Cardoso e Paula Strano

Somos Bruna Cardoso e Paula Strano, as idealizadoras do Ler o Mundo. Como educadoras especialistas em alfabetização, já acompanhamos o processo de aprendizagem da leitura e da escrita de muitas crianças e sabemos o quanto a família e a escola são importantes nessa fase. Por isso, pensamos que uma boa maneira de ajudar mães, pais e educadores seria criar uma plataforma que traz tudo o que eles precisam saber: como funciona esse processo na vida das crianças, com dicas de atividades e um pouco da teoria que nos fundamenta. Nossa experiência como professoras está presente em cada palavra, assim como nossas trajetórias de vida, pois Bruna é também psicopedagoga e mãe de Helena (10 anos), Cecília e Matteo (7 anos), e Paula é especialista em produção de texto e escritora de literatura infantil.

Um comentário sobre ldquo;Como você lida com a  crença em Papai Noel?

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!