Trazer a rotina de volta: coisa de mãe chata?

A volta das férias é sempre aquele momento do ano em que as mães querem colocar a vida no lugar. Afinal, concretizar as promessas de ano novo e colocar os novos desafios em prática demandam uma rotina de casa organizada. Este é um ponto fundamental para que as coisas possam fluir, tanto para as crianças, quanto para a qualidade de vida dos adultos e para a produtividade do trabalho.

Na maioria das vezes, são traçados planos de organização, mas na hora H parece que tudo dá errado:  crianças brigam dentro do carro, criança que não quer comer, criança que não quer fazer lição, criança que não quer ir dormir, criança que não quer acordar, brinquedo jogado pela casa (que ninguém organiza) e tantas coisas mais que as mães começam a perder a cabeça, acabam ficando nervosas, dando um monte de broncas.

Transformam-se na tal da “mãe chata”. 

Muitas mulheres vivem isso, mas é possível reverter a situação.

A pedagoga Bruna Cardoso, fundadora da Plataforma Ler o Mundo e também mãe de três filhos, traz algumas dicas e orientações, que funcionam na escola, mas podem ser usadas em casa:

“Lembro de como eu organizava a minha turma no início do ano, como professora. Passei a pegar uns ensinamentos para usar em casa com as crianças e funciona muito.”

Como trazer a rotina de volta depois das férias

Aqui ela revela 4 dicas de professora para as mães que querem começar um ano escolar tranquilo em casa:

1- A rotina construída é muito mais eficaz do que a rotina imposta

É claro que a ideia não é deixar as crianças escolherem tudo o que vão fazer, mas é possível mostrar os horários das atividades, escutar alguns desejos das crianças  e criar, por exemplo, o horário de tela, de brincadeira livre. Em contrapartida, podemos encaixar na rotina a hora de arrumar o quarto, entre outras tarefas da casa, de acordo com a faixa etária. É possível conversar com as crianças e perguntar o que gostariam de mudar e fazer os ajustes cabíveis. A hora da lição de casa é um exemplo: quando as crianças estudam no período da tarde, ela pode ser feita de manhã ou na volta da escola. 

Fazer um quadro semanal também é muito bom, pois ajuda a desenvolver a noção de tempo e as crianças passam a ter uma visão mais concreta dessa organização temporal. O engajamento das crianças na construção da rotina traz muito mais autonomia e cooperação.

2- Existe um tempo de assimilação da rotina por parte das crianças (e nossa também!)

Temos a expectativa de que no primeiro dia ou na primeira semana tudo vai estar fluindo, mas é normal que demore mais tempo para que a organização entre nos eixos. 

Como tudo na vida: precisamos de um tempo de adaptação, esse tempo precisa ser respeitado. Caso contrário, nos frustramos. 

3- Novos começos trazem novos sentimentos para as crianças, isso precisa ser acolhido

Muitas vezes as crianças mudam de turma, todo ano mudam de professora e de sala de aula. Atividades extracurriculares diferentes também entram no pacote.  Novas relações trazem novas brincadeiras, novos conflitos, novos desafios  e novos sentimentos. Isso precisa ser considerado e acolhido. A raiva, a tristeza, a briga, o choro da criança podem vir de inúmeros lugares. Alguns a gente pode não conseguir acessar, outros vêm à tona em uma conversa. Por isso, sempre, antes de tudo, acolha, tente escutar.

4- O cansaço e fome interferem muito no humor e no bem-estar geral

Ajustar o horário de dormir e acordar é importantíssimo, das refeições também. Regular o horário e a quantidade de lanche (para mais ou para menos) também ajuda, pois assim a criança consegue comer adequadamente as refeições principais, como almoço e jantar.

Neste outro post sobre lição de casa são trazidas outras dicas que irão ajudar muito as mães:

Publicado por:Ler o Mundo

Ler o Mundo é projeto que, por meio de diferentes ações, busca explorar as linguagens que estão presentes nas inúmeras maneiras de ler o mundo. O conteúdo da Plataforma Ler o Mundo, por exemplo, é para professores e famílias que querem formar leitores e educar para o futuro. Formamos educadores para as demandas do mundo atual. Somos uma comunidade que acredita que é possível educar de maneira diferente, tendo como pano de fundo, sempre, a leitura de mundo.

O que você achou do conteúdo? Comete aqui!